Revista de Odontologia da UNESP
https://www.revodontolunesp.com.br/article/5dee43d70e88256147b5f733
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Abordagem hospitalar em grave infecção aguda sinusal após enxertia óssea – relato de caso

João Antônio MARZOLA, Jéssica Lemos GULINELLI, Thiago CALCAGNOTTO, Caio BELLATO, Marcus Satoru KASAYA, Pâmela Letícia SANTOS

Downloads: 5
Views: 931

Resumo

Introdução: As complicações da cirurgia de elevação do assoalho do seio maxilar acometem cerca de 2 a 5,6 % dos casos e as sinusites podem resultar como um insucesso da técnica e agravar-se a ponto de gerar complicações que podem ocasionar o óbito do paciente. Objetivo: relatar o caso de paciente em que foi necessária intervenção cirurgia de antrostomia sob anestesia geral para tratamento de infecção sinusal após enxertia óssea. Caso Clínico: Paciente gênero feminino, 43 anos de idade, leucoderma, sem alterações sistêmicas realizou cirurgia de elevação do assoalho do seio maxilar por meio de deslocamento da membrana sinusal e preenchimento com biomaterial do lado esquerdo. Durante a cirurgia ocorreu perfuração da membrana de Scheneider que foi tratada com aposição de membranas de colágeno para fechamento da perfuração e possibilidade da inserção do biomaterial. Entretanto, no pós-operatório de sete dias a paciente evoluiu para um processo infeccioso sendo tratado inicialmente com antibiótico. Não havendo regressão do processo infeccioso houve a evolução para sinusite maxilar a qual erroneamente foi tratada somente com antibioticoterapia. Trinta dias de evolução infecciosa, a paciente foi submetida à cirurgia de remoção do biomaterial e limpeza da cavidade sinusal via intra bucal sob anestesia local. Apesar deste procedimento, a patência do óstio maxilar estava comprometida e foi necessário a cirurgia de antrostomia por vídeo sob anestesia geral em ambiente hospitalar. A sinusite foi erradicada e após seis meses da abordagem hospitalar a paciente foi submetida à nova cirurgia de enxerto sinusal sem complicações pós operatórias. Conclusão: O tratamento das infecções sinusais em decorrência de cirurgias de enxertias no seio requer abordagem rápida e eficaz com uso de antibióticos, cirurgia para remoção do enxerto e até mesmo antrostomia afim de evitar complicações maiores.

Palavras-chave

Enxerto ósseo; Infecção; Levantamento da membrana do seio maxilar
5dee43d70e88256147b5f733 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections