Revista de Odontologia da UNESP
https://www.revodontolunesp.com.br/article/5df3d1f30e8825443673a14b
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Tratamento do Padrão III/Classe III com protração maxilar ancorada em mini-implantes

Thales CIANTELLI, Felicia MIRANDA, José Carlos BASTOS, Alexandre SANTOS, Guilherme JANSON, Fernando HENRIQUES, Daniela GARIB

Downloads: 4
Views: 336

Resumo

Introdução:  Abordagens ortopédicas para a má oclusão da Classe III são desafiadoras e devem ser precoces. A  ancoragem esquelética aumentou as possibilidades de tratamento ortopédico da Classe III no início da adolescência. Objetivo:  O objetivo desse estudo consiste em relatar o tratamento ortopédico da má oclusão de Classe III esquelética no início da adolescência por meio da protração maxilar ancorada em mini-implantes (MAMP). Relato do caso: Paciente do sexo masculino com 12,3 anos de idade compareceu a clínica de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Bauru-USP para tratamento ortodôntico. Na avaliação inicial, notou-se uma má oclusão de Classe III por deficiência maxilar (Wits appraisal de-8,2 mm). Clinicamente, o paciente estava no segundo período transitório da dentadura mista, apresentava má oclusão de Classe III subdivisão esquerda, mordida cruzada anterior e desvio da linha média inferior. Procedimento Clínico: O tratamento escolhido foi a terapia MAMP. No arco superior foi utilizado um expansor híbrido, o qual foi apoiado nos dois primeiros molares superiores permanentes e em dois mini-implantes parassuturais na região anterior do palato. No arco inferior foram instalados dois mini-implantes na distal dos caninos permanentes. Para a protração maxilar, orientou-se o uso em período integral de elásticos de Classe III que conectavam os primeiros molares superiores permanentes aos mini-implantes mandibulares. Resultados: Após 6 meses de tratamento, notou-se uma evidente melhora no perfil facial do paciente e correção da mordida cruzada anterior. Cefalometricamente, houve uma melhora de 4,1 mm do Wits appraisale de 4,7 mm do overjet. Conclusão: A técnica MAMP é uma alternativa ortopédica eficiente, na fase de dentadura mista tardia, para o tratamento da má oclusão de Classe III com retrognatismo maxilar.

Palavras-chave

Má Oclusão de Angle Classe III; Dentição Mista; Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica
5df3d1f30e8825443673a14b rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections