Revista de Odontologia da UNESP
https://www.revodontolunesp.com.br/article/61d72706a95395678759e145
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Estudo da acurácia de modelos dentais obtidos por meio de escaneamento intraoral e duas tecnologias de manufatura aditiva

Marianna Soares Nogueira BORGES, Bruna Neves de FREITAS, Lucas Moreira MENDONÇA, Tito José LACERDA, Fernando Junqueira LEITE, Christiano de Oliveira SANTOS, Camila TIRAPELLI

Downloads: 0
Views: 20

Abstract

Introdução: Os modelos dentários representam um conjunto de diagnóstico odontológico que fornecem informações como as discrepâncias do arco, assimetrias e padrão de oclusão em uma visão tridimensional. Essas informações juntamente com o exame clínico são essenciais para um bom planejamento e sucesso do tratamento odontológico. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo avaliar a acurácia de modelos dentais digitalizados por meio do scanner intraoral e impressos com duas tecnologias de manufatura aditiva: Digital Light Processing (DLP) e Fused Deposition Modeling (FDM). Método: Com um paquímetro digital fez-se medidas na região ocluso-cervical, interarcos e mésio-distais em um modelo mestre de maxila do tipo Typodont. Em seguida, o modelo mestre foi digitalizado 10 vezes com scanner óptico iTero Element 2. As mesmas medidas foram feitas nos 10 modelos digitais com o software 3shape 3D. A seguir, cada um dos 10 modelos digitais foi impresso usando DLP ou FDM e em seguida mensurados com paquímetro digital. O erro absoluto (EA) entre as medidas feitas no modelo mestre, modelos digitais e modelos impressos foi calculado. One-way ANOVA e Tukey test foram usados para comparar os EA entre medidas de modelos digitais e impressos com DLP ou FDM. Resultado: Os resultados mostraram que houve diferenças significantes (p<0.05) entre medidas feitas nos modelos digitais, impressos com DLP ou FDM. O maior erro absoluto foi no modelo impresso via DLP na medida ocluso-cervical na região de incisivo central esquerdo (0,43± 0,09), e o menor erro absoluto foi notado na mensuração mésio-distal no grupo de modelos impressos via FDM (-0,009± 0,03). Conclusão: Modelos impressos com tecnologia DLP obtiveram os maiores erros absolutos no geral, com médias maiores que o grupo FDM em quase todos os pontos analisados. É possível concluir que há diferenças estatísticas entre as tecnologias FDM e DLP, dependendo da região analisada.

Keywords

Odontologia; acurácia da mensuração dimensional; impressão em 3D.
61d72706a95395678759e145 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections