Revista de Odontologia da UNESP
https://www.revodontolunesp.com.br/article/61d729bda953956893707283
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Reabilitação estética de dente anterior com hipomineralização molar- incisivo: um relato de caso

Manuela Marquesini VANIM, Eduarda Martins Fontes Cantarella de ALMEIDA, Danielly Beatriz Gonçalves SILVA, Gabriela Leal Peres FERNANDES, Julia Paião QUINTEIRO, Marcelle DANELON

Downloads: 0
Views: 22

Abstract

Introdução: A hipomineralização molar-incisivo (HMI) é um distúrbio de desenvolvimento de origem sistêmica, de etiologia ainda desconhecida que acomete primeiros molares e incisivos permanentes. Clinicamente, o esmalte dos dentes afetados apresenta zonas de descoloração branca/opaca, amarela ou castanha. O tratamento desta alteração envolve desde aplicações tópicas de flúor (F), restaurações diretas até exodontias, dependendo da severidade do caso. Objetivos: O presente estudo tem como proposição relatar um caso clínico de um paciente infantil diagnosticado com HMI e descrever sua reabilitação estética e funcional. Conduta Clínica: Paciente de nove anos, gênero feminino, compareceu à Clínica de Odontopediatria da Universidade de Ribeirão Preto-UNAERP, queixandose das manchas nos dentes anteriores. Ao exame clínico bucal observou-se descoloração branco-amarelada nos dentes 11 e 21, além de perda de estrutura dentária. A mãe relatou que a criança reclamava de dor à mastigação e durante escovação. Após anamnese e exame clínico diagnosticou-se o caso como HMI. A criança apresentou comportamento colaborador durante exame clínico, porém estava ansiosa e com medo. Diante do quadro exposto, optou-se por realizar inicialmente quatro aplicações tópicas de F na forma de verniz, uma aplicação por semana juntamente com o condicionamento da criança. Após tratamento com F realizou-se de restaurações estéticas do 11 e 21. Resultados: O diagnóstico diferencial de HMI é a presença de opacidades demarcadas na superfície dentária de incisivos e molares, juntamente com a sintomatologia dolorosa. O tratamento conservador consiste na remoção apenas do esmalte poroso, porém observa-se um maior risco à fratura das margens. Conclusão: Conclui-se que o tratamento realizado proporcionou melhora no quadro de sensibilidade à mastigação e escovação, reabilitação estética da paciente que se queixava das manchas nos dentes anteriores bem como alcançou-se boa adaptação da criança para tratamento odontológico.

Keywords

Hipomineralização molar incisivo; odontopediatria; técnica
61d729bda953956893707283 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections